Piadas
As piadas ao lado, foram retiradas da internete e não apresentavam informações de seu criador nem de sua fonte, sendo de uso comum. Algumas foram alteradas para tirar palavrões ou conotações excessivamente negativas.

ATO FALHO
Tarde da noite, já estavam deitados, quando a mulher inicia uma conversa...
- Se eu morresse você casava outra vez?
- Claro que não!
- Nããoo??? Não, por quê?! Não gosta de estar casado?
- Claro que gosto! 
- Então por que é que não casava de novo? 
- Está bem, casava... -responde o marido, já de saco cheio-.
- Casaava? -pergunta ela, com um olhar meio magoado-.
- Casava. Só porque foi bom com você... 
- E dormiria com ela na nossa cama? 
- Onde é que você queria que nós dormíssemos? 
- E substituiria as minhas fotografias por fotografias dela? 
- É natural que sim... 
- E ela ia usar o meu carro? 
- Não. Ela não dirige...
!!! O tempo "fechou" ...!!!!

______________________________________________________________

DORMINDO EM SERVIÇO
O funcionário, para o patrão, desculpando-se após ter sido flagrado dormindo em serviço:
- Não estou dormindo não, chefia! É que o meu serviço é tão fácil que eu faço de olhos fechados!

Coisas de Casal
O cara pergunta para a mulher:
- Querida, quando eu morrer, você vai chorar muito?
- Claro querido. Você sabe que eu choro por qualquer besteira... 
______________________________________________________________

GALO BOM
Certo homem que gostava muito de apostar, chegou em uma cidade onde a principal aposta era a rinha de galo. Haviam dois galos na próxima luta, um preto e o outro branco. Sem entender muito disso, resolveu perguntar a um garoto que estava assistindo as brigas anteriores:
- Ei menino, Qual é o galo bom aí? 
O garoto respondeu:
- O galo bom aí moço, é o branco! 
Então ele apostou tudo no branco. Só que quem ganhou foi o galo preto, que só não matou o branco por que apartaram os galos.
O homem voltou para o menino, vermelho de raiva, e disse:
- Ei, menino, tu não disse que o galo bom era o branco?
E o menino respondeu com ousadia:
- É, galo bom é o branco. O preto é Maaaaauuuu!!!!!

______________________________________________________________

VINGANÇA
Aquele bandido muito perigoso é pego e foi sentenciado à morte. Senta-se na cadeira elétrica para ser executado.
Então o delegado fala pro bandido:
- Acabou seu tempo de bandidagem, desgraçado! Mas de acordo com a lei, o você tem direito de solicitar o seu último desejo!
Então fala o bandido:
- Estou com tanto medo...! Meu último desejo é que o delegado que me prendeu, segure a minha mão...!

______________________________________________________________

ÁRVORE DE NATAL
Uma família feliz está à mesa de jantar quando o filho faz uma pergunta indiscreta:
- Papai, quantos tipos de seios existem?
O pai, um tanto surpreso, responde:
- Bem, meu filho, existem três tipos de seios:
Aos 20 anos a mulher tem seios como maçãs, firmes e redondos. Lindos, dá prazer de olhar.
Dos 30 aos 40 eles são como peras, ainda belos, porém um pouco caídos...
Aos 50 os seios ficam como cebolas...
E o filho: - Cebolas?!
E o pai: - Sim. Quando você olha para eles, fica com vontade de chorar!
E a filha do casal aproveita e pergunta:
- Mãe, quantos tipos de pênis existem?
A mãe fica um pouco surpresa, mas olha bem para o marido e responde:
- Bem, filhinha, um homem passa por três fases distintas.
Aos 20 anos o pênis é como um pé de Jacarandá, respeitável e firme.
Dos 30 aos 40 anos o pênis é como um pé de Chorão flexível mas confiável.
Após os 50 anos o pênis fica como uma árvore de Natal.
E a filha: - Árvore de Natal?!
- Isso mesmo. Morto da raiz até a ponta, e as bolas ficam penduradas como decoração!!
E o pior: só fica armado uma vez por ano!!!

______________________________________________________________

SOGRA
O guarda rodoviário manda o sujeito parar o carro:
- Seus documentos, por favor! O senhor estava a 130 km/h e a velocidade máxima nesta estrada é de 100km/h.
- Não, seu guarda, eu estava a 100, com certeza.
Mas a sogra, no banco de trás, corrige: _ Ah, JOÃO ANDRÉ, que é isso! Você estava a 130 ou mais!
O sujeito olha para a sogra com o rosto fervendo.
- E sua lanterna direita não está funcionando...
- Minha lanterna? Nem sabia disso. Deve ter pifado aqui na estrada.
A sogra insiste:
- Ah, JOÃO ANDRÉ, que mentira! Você vem falando há semanas que precisa consertar a lanterna!
O sujeito está fulo e faz sinal à sogra para ficar quieta.
- E o senhor está sem o cinto de segurança.
- Mas, seu guarda, eu estava com ele. Eu só tirei para pegar os documentos!!!
- Ah, JOÃO ANDRÉ, deixa disso! Você nunca usa o cinto!
O sujeito não se contém e grita com a sogra. O guarda se inclina e pergunta à senhora:
- Ele sempre grita assim com a senhora?
- Não, seu guarda. Que é isso? Não..., só quando bebe, muito...!!!!

______________________________________________________________

LOIRA
O psiquiatra pergunta pra loira:
- Costuma escutar vozes sem saber quem está falando ou de onde vêm?
- Sim... Costumo!
- Opa! Podemos ter achado a fonte dos seus problemas...!!! E quando isso acontece?
- Quando atendo o telefone...!

______________________________________________________________

PERUAS
Duas bichinhas "peruas" se encontram.
- Menina...! Que blusa liiinda você está usando!
- Gostou, é? Vem de uma lã especial! Foram necessárias oiiito ovelhas para confeccioná-la!
- Nooossa, que chique! Eu nem sabia que já tinham ensinado ovelhas a costurar!

______________________________________________________________

MUDANÇA DE PROFISSÃO
Uma senhora pega um táxi e indica a direção do hotel onde está hospedada.
O taxista, por incrível que pareça, não disse nada durante todo o percurso, até que a senhora resolveu fazer-lhe uma pergunta e tocou levemente em seu ombro.
Ele gritou, perdeu o controle do carro e, por pouco, não provocou um enorme acidente!
Com o carro sobre a calçada, a senhora, assustadíssima, virou-se para taxista e disse:
- Você estava dirigindo tão bem! Como é que pôde quase ter um treco por conta de um simples toque no ombro?
- Não me leve a mal, senhora, mas... É que esse é o meu primeiro dia como taxista.
- E o que o senhor fazia antes disso? - perguntou ela.
- Eu fui, por 25 anos, motorista de carro funerário...!!!